Chamado de ‘racista’, Bolsonaro é derrotado por Jean Wyllys na Justiça

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro inocentou Jean Wyllys por ter chamado Jair Bolsonaro de “racista” e “canalha”.

De acordo com a colunista “Mônica Bergamo”, da Folha, a Justiça julgou improcedente a ação movida pelo então deputado federal Bolsonaro, que acusou o ex-colega de Câmara por “calúnia, injúria e difamação”.

O processo tem como base uma entrevista que Wyllys deu ao jornal “O Povo”, em agosto de 2017. Na ocasião, o psolista se referiu a Bolsonaro com os termos “responsável por lavagem de dinheiro”, “burro” e “fascista”, usando ainda as seguintes palavras: “desonesto”, “desqualificado”, “racista”, “corrupto”, “canalha”, “nepotista” e “boquirroto”.

No inquérito, o hoje presidente da República pediu uma indenização de R$ 20 mil. No entanto, a juíza Marcia Correia Hollanda negou. Por Notícias ao Minuto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com