Oportunidade para a Bahia: construção de navios para a Marinha pode botar Enseada em atividade

A FIEB promove, no dia 12 de março, um encontro de lideranças empresariais interessadas em participar, com o Consórcio Villegagnon, da construção de quatro navios de guerra para a Marinha do Brasil. O grupo é um dos quatro classificados para a última etapa de uma licitação, cujo resultado está previsto para o dia 22 deste mês. No evento, fornecedores interessados vão conhecer o projeto que, caso vença a disputa, vai botar em operação o estaleiro Enseada Indústria Naval, gerando cerca de dois mil empregos ao longo de sete anos.

O Consórcio Villegagnon, composto pelo Naval Group, Mectron e Estaleiro Enseada, este localizado no município de Maragojipe-BA, apostam na Gowind 3000 para a concorrência das Corvetas Classe Tamandaré (CCT). Trata-se de um navio de alta complexidade, já em uso pela Marinha do Egito, que possui um deslocamento de 3.150 toneladas, 111 metros de comprimento, 16 metros de boca, uma velocidade máxima continua ≥25 kts e uma perspectiva de vida útil de 30 anos ou mais. O projeto tem valor estimado de R$ 6 bilhões.

No evento, estarão presentes representantes do governo do estado, da Embaixada da França no Brasil, dirigentes da FIEB e do SENAI Cimatec, o diretor-presidente da Naval Group, Eric Berthelot, o presidente do Estaleiro Enseada, Maurício Almeida, o diretor de Desenvolvimento de Negócios do Enseada, Ruffo Chiconelli, e o diretor de Contratos da Mectron, Flávio Fonseca.

SERVIÇO:

O quê: Apresentação do projeto do Consórcio Villegagnon

Quando: 12 de março, das 14h às 16h.

Onde: Auditório do Centro de Eventos do SENAI Cimatec – Av. Orlando Gomes, 1845, Piatã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com