Acusado de matar filha e balear filho no Mil Peixes em São José do Itaporã, se mata em Lauro de Freitas

A polícia confirmou a morte por enforcamento de Lucival de Oliveira Rodrigues, o vulgo “Buti da Rifa”, na noite desta quarta-feira (10/abril).

Segundo informações, após varias diligências realizadas pelo Serviço de Investigação da Delegacia de Muritiba, foi apreendida a motocicleta do acusado abandonada, nas proximidades do Rio Paraguaçu no dia do crime.
A policia acabou recebendo informações que ele estaria escondido na casa de parentes na localidade de Pé de Serra, ou em uma residência na Rua Torta.

Os policiais então seguiram para o local informado para cumprir o Mandado de Prisão Preventiva expedido nesta terça-feira (09/04). Chegando nos endereços citados, os agentes foram informados de que Lucival poderia
estar escondido numa residência no Bairro Caji, Condomínio Brisas de Itinga, em Lauro de Freitas. Os policiais então seguiram para o endereço indicado em companhia de familiares do acusado.

Chegando na residência informada os policiais encontraram o corpo de Buti sem sinais vitais, e foram informados por uma pessoa de nome Josevaldo Conceição dos Santos, que teria encontrado Lucival, enforcado no quarto do apartamento. Josevaldo informou ainda que teria cortado o lençol utilizado por Lucival para cometer o suicídio.

O fato foi comunicado a 27ª DT Itinga, que registrou o BO, e foi realizado levantamento cadavérico pela equipe do DPT.

Lucival de Oliveira Rodrigues, 33 anos, o “Buti da Rifa” estava foragido após matar a filha Michelle Magalhães Rodrigues de 11 anos, e balear o filho de 5 durante uma briga por conta de ciúmes da mulher na noite deste domingo (07/abril), na localidade do Mil Peixes, em São José do Itaporã. Relembre o caso [AQUI] Notícia atualizada as 11h30 do dia 11/04

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com