Justiça Federal do Rio suspende concessão de passaporte diplomático a Edir Macedo

O dono da Rede Record e líder da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo, e sua esposa, Ester Eunice Rangel Bezerra, vão perder os passaportes diplomáticos, por determinação da Justiça Federal, nesta terça-feira (16/abril).

Vigdor Teitel, juiz da 11ª Vara Federal do Rio de Janeiro, acatou solicitação de liminar, em resposta a uma ação popular. Com isso, foram suspensos os efeitos da portaria que assegurava o documento ao casal, assinada por Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores do governo de Jair Bolsonaro.

O juiz argumentou que a atividade no exterior de Macedo como líder da Igreja Universal não representa “interesse do país” que justifique a “proteção adicional consubstanciada no passaporte diplomático”.

Sem prejuízo

“As viagens missionárias – mesmo que constantes -, e as atividades desempenhadas no exterior não ficam, de modo algum, prejudicadas sem a utilização do documento em questão”, acrescentou Teitel.

“Ante o exposto, defiro a liminar, para suspender os efeitos da portaria de 12 de abril de 2019, que concedeu passaporte diplomático aos réus Edir Macedo Bezerra e Ester Eunice Rangel Bezerra, até ulterior decisão”, completou. (Com informações da Folha de S.Paulo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com