Operação Faroeste: juízes e desembargadores são alvos na Bahia

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (19/11), uma operação contra juízes e desembargadores do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

A ação tem como objetivo combater um suposto esquema de venda de decisões judiciais, além de corrupção ativa e passiva, lavagem de ativos, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico de influência.

Batizada de “Operação Faroeste”, a ação tem participação de mais de 200 policiais federais. Ao menos 4 mandados de prisão e 40 mandados de busca e apreensão devem ser cumpridos em Salvador, Barreiras, Formosa do Rio Preto e Santa Rita de Cássia, que ficam na Bahia, além de Brasília.

Também há ordem de afastamento de quatro desembargadores e dois juízes, entre eles estão o presidente da corte, desembargador Gesivaldo Brito, a desembargadora Maria da Graça Osório Pimentel Leal e o desembargador Olegário Moção Caldas.

Os mandados foram expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e, de acordo com a PF, têm por objetivo localizar e apreender provas complementares dos crimes praticados.

A operação acontece nas vésperas da eleição para presidência do biênio 2020-2022 do Tribunal. O processo de votação está previsto para esta quarta-feira (20). Tanto Maria da Graça, quanto Olegário são candidatos no pleito.

Comente com o Facebook
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com