Cruz das Almas: Vídeo: Cliente acusa funcionários da loja Le biscuit de racismo

FONTE: BNEWS – Um cliente acusa a loja de utilidades domésticas Le biscuit de racismo e maus tratos ao cliente durante a inauguração de filial do estabelecimento, na quarta-feira (20/11), no município de Cruz das Almas, no Recôncavo baiano.

Em imagens divulgadas nas redes sociais, o homem de prenome Marcelo, dialoga com funcionários sobre uma abordagem supostamente exacerbada de seguranças ao filho adolescente, no momento em que o jovem escolhia um aparelho celular na loja. “Eu trabalho para dar ao meu filho o do bom e do melhor. E meu filho chega na loja para escolher um objeto para levar para casa e vocês abordam como se fosse um vagabundo, com a mão na cabeça e ainda dizer que meu filho está muito ‘gaito’”, relata.

Ele ainda pede as imagens das câmeras de monitoramento para ver o que aconteceu durante a ação que resultou no constrangimento do jovem. “Puxa imagens das câmeras para ver, quem é o gerente?”, pede.

Os funcionários tentam justificar a ação dos seguranças. “É uma empresa terceirizada e não faz parte dos funcionários”, afirma um trabalhador da loja.

Mas o pai do adolescente que sofreu a abordagem continua a reclamação de indignação. “Isso porque nossos filhos são pretos pois se entrar um ‘branquinho’ aqui vocês vão tratar bem”, reclama.

Algumas pessoas que acompanham o questionamento do pai aos trabalhadores da loja ainda lembram que um dia depois da data que comemora a Consciência Negra (20) acontece a suposta situação de racismo. “A consciência foi ontem e hoje é só o racismo”, diz um dos populares durante a gravação.

O genitor do jovem que passou pela situação promete processar o estabelecimento pela abordagem dentro da loja. “Isso não vai ficar assim, vou daqui direto no advogado”, diz.

Por nota a Le biscuit informou que a empresa “é pautada pelo respeito nas relações com seus colaboradores, clientes e parceiros. A Le biscuit afirma que é uma empresa que emprega milhares de colaboradores de todas as raças, preferências e gênero. A rede lamenta o ocorrido e repudia qualquer abordagem que possa caracterizar como discriminatória e está apurando o ocorrido para que possa tomar medidas cabíveis”.

Veja vídeo:

 

Comente com o Facebook
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com