Declaração de comandante da PM sobre caso de estupro em Itapuã causa mal-estar

A TARDE – A declaração do comandante da 15ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Itapuã), tenente-coronel Eurico Filho Silva Costa, na sexta-feira (/01)10, causou mal-estar na corporação e foi considerada inadequada. Durante entrevista, ele disse que uma turista de 19 anos, vítima de estupro no bairro de Itapuã, em Salvador, “assumiu o risco” ao sair durante a noite na região onde sofreu a violência sexual. O caso aconteceu na noite da última terça, 7. Os suspeitos de envolvimento no cirme foram presos.

As palavras do oficial tiveram grande repercussão negativa. Por meio de nota, o Comando Geral da Polícia Militar da Bahia (PM-BA) informou que as declarações do comandante estão sendo tratadas internamente. O comunicado ressalta também que, em nenhuma circunstância, uma vítima deve ser cupabilizada, além lamentar profundamente o crime. (leia íntegra da nota abaixo).

Conforme nota da Secretaria de Comunicacão Social, na tarde de sexta, o comandante pediu desculpas pelas declarações: “Peço desculpas se fui mal interpretado pelas minhas declarações. Como policial militar, nunca defendi culpabilização de vítimas. Não seria diferente no caso absurdo envolvendo turistas em Salvador. Meu respeito e total solidariedade às vítimas de uma cruel violência contra as mulheres. Continuarei na trincheira em nome da segurança da sociedade e sendo intolerante contra qualquer tipo de violência”.

Comente com o Facebook
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
Abrir chat
1
Entre em contato
Olá, como podemos ajudar?
Powered by