Weintraub deixa o Ministério da Educação

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, acaba de anunciar que deixou o cargo nesta quinta-feira (18). Weintraub fez o anúncio em um vídeo publicado no seu canal no YouTube no qual aparece ao lado do presidente Jair Bolsonaro. O ministro atribuiu sua saída a um convite para ocupar um cargo de direção no Banco Mundial.

Ele afirmou que segue apoiando o presidente. “Agradeço a honra que foi participar do seu governo. Continuarei lutando pela liberdade, mas de outra forma”, disse.

Bolsonaro disse que esse era um momento difícil. “A confiança você não compra, você adquire”, afirmou. “Todos os meus compromissos de campanha continuam em pé. Jamais deixarei de lutar pela liberdade, eu faço o que o povo quiser”.

Ao final do vídeo, o ex-ministro pediu um abraço. 

Antes da sua saída do governo, Weintraub revogou uma portaria que acaba com a previsão de cotas para negros, indígenas e pessoas com deficiência em cursos de pós-graduação de instituições federais de ensino. Segundo dados de 2015 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), negros eram 28,9% dos pós-graduandos, apesar de representarem 52,9% da população à época.

A portaria revogada era de maio de 2016, assinado pelo ex-ministro da Educação Aloizio Mercadante, ainda na gestão de Dilma Rousseff (PT). A norma determinava que universidades deveriam criar regras para ações de inclusão em pós-graduações. (Com Notícias ao Minuto)

Facebook Comments