Polícia investiga falso sumiço de criança e tentativa de assassinato em Salvador

A Polícia Civil da Bahia investiga um caso envolvendo um falso sumiço de uma criança de dois anos e uma tentativa de homicídio cometida pela mãe dela, em Salvador. A mulher, que fez a denúncia do desaparecimento da filha nas redes sociais pode responder por comunicação falsa de crime.

Toda a história começou na sexta-feira (17), quando Emile Bispo Nascimento teria tentado tirar a vida do companheiro, pai da criança, a facadas, após uma discussão. A polícia não deu detalhes sobre a situação, nem se a vítima foi socorrida para algum hospital.

O crime aconteceu em uma casa no bairro da Santa Mônica, de onde Emile fugiu e deixou a criança para trás, sozinha na residência. Familiares da menina então pegaram a criança e levaram para casa de vizinhos, para que a menina não ficasse sozinha.

Já no domingo (19), Emile usou as redes sociais da filha, para dizer que a menina estava desaparecida. Entre os vídeos publicados por ela, em um ela informou que já tinha prestado queixa na polícia e pediu às pessoas que tentassem encontrar a menina e que avisasse à polícia.

“Jamais eu ia expor minha filha, minha família para ganhar seguidor, ganhar Ibope, porque eu não sou uma pessoa desse nível. Tem muita gente falando que eu estou mentindo referente ao desaparecimento de minha filha, coisa que não é a verdade. Eu não estou com minha filha. Houve sim o desentendimento meu e do pai dela. Mas tem muita gente sem noção vindo atacar uma mãe que perdeu uma filha, que não sabe do paradeiro dela. Minha filha com fé em Deus aparecer, porque eu sirvo a um Deus vivo e sei que vou encontrar minha filha”, disse Emile nos vídeos.

No domingo, a reportagem entrou em contato com a Polícia Civil, que informou que o caso não havia sido registrado em nenhuma delegacia da capital. A reportagem também tentou contato com Emile por telefone e por meio das redes sociais, mas a mãe da criança não respondeu por nenhuma das tentativas.

Já nesta segunda-feira (20), a reportagem entrou novamente em contato com a Polícia Civil, que informou que a criança foi localizada pela 2ª delegacia da Liberdade. A mãe da criança deve ser ouvida por uma unidade de polícia ainda nesta segunda.

Além da comunicação falsa de crime, ela pode responder também por tentativa de homicídio e abandono de incapaz. (G1/BAHIA)

Facebook Comments