Youtubers prometem ajuda a menina que engravidou após estupro

O caso da menina de 10 anos que engravidou após ser estuprada repetidas vezes pelo tio causou indignação também entre os influenciadores digitais. Felipe Neto, 32, e Whindersson Nunes, 25, se ofereceram para ajudar financeiramente a garota, que teve um aborto realizado com autorização judicial no domingo (16).

“Se você acha que uma criança de 10 anos, grávida após estupro, deve ser obrigada a carregar o fruto desse estupro e ter sua vida posta em risco… Você não é mais um ser humano, apenas uma ferramenta da maldade teocrática em busca do poder”, avalisou Neto. “Você representa o martelo, não Cristo.”

“Precisamos acompanhar e exigir a pena mais dura possível para o pedófilo estuprador”, afirmou.

“Sabemos que o punitivismo não necessariamente soluciona a marginalidade, mas casos como esse são didáticos e a impunidade é ainda pior. Este monstro não pode conviver em sociedade.”

O youtuber e empresário também pediu para que familiares da menina entrassem em contato com ele para que ele pudesse ajudar com a educação dela. “Eu me disponho a arcar com todos os custos de educação dela até o fim da faculdade”, prometeu.

“Num mundo de injustiças e desigualdades, que ela possa receber a melhor arma possível.”

Já o humorista piauiense, por sua vez, ofereceu auxílio psicológico para a menina. “Me preocupa o tanto de atrocidades que essa criança vai ouvir no decorrer da vida. Alguém da família entre em contato, quero ajudar com toda assistência psicológica até os 18 anos”, escreveu em suas redes sociais.

“Por isso que Jesus chegou no templo e revirou as mesas dos comerciantes vendendo coisas na casa de Deus, e disse que a gente dá a Deus o que é de Deus, e a César o que é de César, porque tem horas que é só na base do grito mesmo”, analisou.

“Fora da realidade o pensamento das pessoas, a distância das pessoas, a falta de informação sobre qualquer tipo de coisa. Querem julgar todo assunto igual na idade média, na base da fantasia.”

“Querem julgar todo tipo de situação que nem uma época medieval”, comparou.

“Meus amigos, uma criança de 10 anos grávida não é um milagre de Deus, é um crime, para de ser maluco.”

“E a todos os evangélicos e católicos que me seguem, dá pra adorar a Deus e ter noção das coisas da vida”, disse.

“Uma criança de 10 grávida quer dizer que toda a sociedade ao redor dela falhou e precisa rever muito seus conceitos, não caiam em papo de LUNÁTICO.” (Folhapress)

Facebook Comments
Translate »
error: Conteudo protegido!