Salvador: Operação encontra fuzis, metralhadoras e drogas enterrados

Um esconderijo subterrâneo usado por traficantes envolvidos também com roubos a bancos e homicídios foi desarticulado pelas polícias Militar e Civil, na tarde desta terça-feira (18). Fuzis, metralhadoras e drogas foram apreendidos no bairro de São Gonçalo, em Salvador.

Equipes do Comando de Policiamento Especializado (CPE) da PM e do Depaetamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) faziam acompanhamento de integrantes da quadrilha. Durante uma ação de inteligência, cerca de 15 criminosos foram flagrados na Baixinha de Santo Antônio.

O local foi cercado, mas o grupo não obedeceu a voz de prisão e reagiu atirando. Quatro criminosos acabaram feridos e foram socorridos. No local, com a utilização do cão farejador Ajax (raça Pastor Alemão), do Batalhão de Choque, foram localizados fuzis, metralhadoras, espingardas e drogas enterrados. 

“Infelizmente os integrantes da quadrilha preferiram confrontar as nossas equipes. A resposta foi proporcional e dentro da legalidade”, declarou o comandante do CPE, coronel Sérgio Freire. 

Investigações

O Draco, através da Coordenação de Repressão a Crimes contra Instituições Financeiras e Extorsão Mediante Sequestro, investigava o grupo desde fevereiro de 2019, quando houve a tentativa de roubo de uma agêcia da Caixa Econômica Federal, no edifício 2 de Julho, na Avenida Paralela, em Salvador.

“Eles também atacaram uma agência no bairro de Castelo Branco, na capital, no mês de maio deste ano”, informou o diretor do Draco, delegado Marcelo Sansão. Acrescentou que outros integrantes da organização criminosa continuam sendo procurados. “Trabalhamos de forma silenciosa”, completou o delegado.

Participaram da operação equipes do CPE (Batalhão de Choque, Graer, Operações Gêmeos e Apolo) e do Draco.

Facebook Comments
Translate »
error: Conteudo protegido!