Padre deseja morte a fiéis que não vão à missa por causa da Covid-19

A missa de domingo (23) do padre Antônio Firmino, da paróquia São João Batista, em Visconde do Rio Branco, em Minas Gerais, gerou controvérsia nas redes sociais, após o pároco ter desejado a morte aos fiéis que não frequentavam a eucaristia por causa da pandemia de Covid-19. 

Segundo Antônio Firmino, os fiéis que não estão no grupo de risco e optam por não voltar à igreja até haver uma vacina, deviam “morrer antes” que esta chegue à população.

“A gente vai vendo quem realmente ama a eucaristia. Tem alguns católicos que têm saúde e tudo e dizem: ‘Só vou na igreja quando tiver a vacina’. Tomara que não apareça vacina para essas pessoas. Que morram antes da vacina chegar”, proferiu o pároco. 

Esta terça-feira, após a indignação da população, o padre emitiu um pedido de desculpas na página da Diocese de Leopoldina, referindo que se tratou de “um comentário infeliz” e apelando ao perdão. (Notícias ao Minuto)

Veja aqui o vídeo.

Nota de retratação do Revmo. Padre Antônio Firmino Lopes Lana, pároco.

Retratação do Revmo. Padre Antônio Firmino Lopes Lana, pároco.

Gepostet von Paróquia São João Batista – Visc. Rio Branco am Dienstag, 25. August 2020
Facebook Comments Box
Translate »
error: Conteudo protegido!