Santos defende pênalti, Athletico-PR vence o Bahia e se distancia do Z-4 do Brasileirão

Neste sábado, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Athletico-PR derrotou o Bahia por 1 a 0, em casa, e deu um salto na tabela de classificação. Por outro lado, o Tricolor chegou a marca negativa de nove jogos sem vencer.

A primeira etapa na Arena da Baixada foi de pouca emoção. A primeira chance de gol aconteceu aos 19 minutos, em arremate para fora de Rodriguinho. Os anfitriões, por sua vez, levaram perigo apenas aos 38. Erick arriscou chute de cobertura de longe e quase marcou um golaço. Na sequência, o volante ficou cara a cara com o goleiro, mas finalizou em cima de Douglas.

Já no segundo tempo, o gol enfim saiu. Com o relógio marcando 24 minutos, Abner Vinícius cruzou na medida para Christian cabecear para o fundo do gol e inaugurar o placar para o Furacão. Os baianos tiveram uma grande chance de empatar aos 35, quando o árbitro, com o auxílio do VAR, marcou pênalti. No entanto, na cobrança, Clayson parou em grande defesa de Santos, que garantiu a vitória dos paranaenses.

Com o triunfo, o Athletico subiu para a décima posição, com 14 pontos, se distanciando da zona o rebaixamento, onde está o Bahia. O Tricolor está em 19º, com apenas nove pontos ganhos até o momento.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO-PR 1 X 0 BAHIA

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 26 de setembro de 2020, sábado
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Cartões amarelos: Erick, Jonathan, Thiago Heleno e Alvarado (Athletico-PR)

GOL: Christian, aos 24 do 1ºT (Athletico-PR)

ATHLETICO-PR: Santos; Jonathan (Jorginho), Thiago Heleno, Pedro Henrique e Abner; Erick, Wellington, Léo Cittadini (Ravanelli) e Christian (Alvarado); Pedrinho (Renato Kayzer) e Fabinho (Carlos Eduardo).
Técnico: Eduardo Barros

BAHIA: Douglas; Edson, Ernando, Juninho e Juninho Capixaba; Gregore, Ramires (Rossi) e Ronaldo (Ramon); Rodriguinho (Marco Antônio), Élber (Clayson) e Gilberto (Saldanha)
Técnico: Mano Menezes

(Gazeta Esportiva)

Facebook Comments
Translate »