Tamanduá-mirim é resgatado no bairro do Itapicuru em Cruz das Almas

Um tamanduá-mirim (também chamado de tamanduá-coletejalecomambira, mbiramelete ou mixila), foi resgatado na noite desta quinta-feira (01), no bairro do Itapicuru em Cruz das Almas no Recôncavo baiano.

O animal que pode ter até 105 cm de comprimento é reconhecido principalmente por um padrão de pelagem que faz com que pareça que ele usa um colete preto, apesar de que essa coloração pode variar, com indivíduos totalmente pretos ou marrons.

São animais solitários, de hábitos que podem ser tanto diurnos quanto noturnos e alimenta-se preferencialmente de formigas e cupins

Após moradores do bairro se sensibilizar com animal, os mesmos conseguiram entrar em contato com o Secretario do Meio Ambiente do município, que junto com um Bombeiro Civil resgataram o animal.

Após o resgate o animal foi encaminhado para o Centro de Triagem de Animais Silvestres da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

Posteriormente recebemos a informação que o animal havia fugido do Centro de Triagem de Animais Silvestres da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)..

Facebook Comments
Translate »