Em jogo recheado de polêmicas com a arbitragem, Bahia é derrotado e se complica na Sul-Americana

(GALÁTICOS ONLINE) – Bahia e Defensa y Justicia se enfrentaram na Arena Fonte Nova, pelo primeiro jogo das quartas de final da Copa Sul-Americana de 2020, na Arena Fonte Nova, e o Bahia, que busca o sonho da conquista da competição continental, levou a pior. Mesmo dentro de casa, o Esquadrão foi derrotado por 3 a 2, com gols de Brian Romero (duas vezes) e Enzo Fernandéz para os argentinos, Gilberto e Matheus Bahia descontaram para o Tricolor, que agora tem uma missão complicada na próxima quarta-feira (16), no jogo de volta, onde precisará vencer por dois gols de diferença para conquistar a classificação.

A decisão teve um primeiro tempo atípico, com cinco intervenções do VAR e 19 minutos de paralisação no total, além de um gol anulado de Gilberto, de forma polêmica. Com isso, foram quatro pênaltis marcados na primeira etapa (três para o Bahia, onde um foi desperdiçado e um anulado). O time argentino foi mais eficiente e saiu vencendo por 2 a 1. 

Já na segunda etapa, o jogo ficou mais aberto, e precisando reverter o placar, o Bahia não soube tomar as rédeas da partida, e na catimba argentina, o Defensa ampliou o placar, mas no final da partida, o Bahia conseguiu diminuir o placar e o prejuízo para o jogo de volta, onde vai precisar vencer por dois gols de diferença para conquistar a classificação, pela primeira vez, para a semifinial do torneio continental.

PRIMEIRO TEMPO

A decisão nem bem tinha começado e o Bahia já mostrava as falhas de sempre, por falta de atenção. Logo aos 4′, Élber perdeu a bola no meio-campo. O Defensa foi com tudo para o ataque e Brian Romero recebeu a bola em ótima condição, invadi a área e tocou na saída de Anderson. Péssimo início do Bahia e 1 a 0 para o Defensa y Justicia.

O Bahia chegou a empatar, com gol de Gilberto, aos 14′, mas o VAR achou impendimento no lance. Decisão polêmica.

Após mais uma polêmica da arbitragem, através do VAR, o Defensa teve um pênalti marcado a seu favor, e sem ter nada com isso, Romero marcou o segundo para os argentinos, aos 25′. Bahia 0x2 Defensa.

Aos 33′, foi marcado um pênalti a favor do Bahia, após supostamente a bola ter batido no braço do zagueiro argentino. Quando Gilberto estava preparado para bater, o juíz voltou atrás, foi no VAR e anulou.

Acredite se quiser, cinco minutos depois, o Bahia teve outro pênalti a seu favor, e desta vez foi validado. Gilberto, artilheiro da competição, pegou a bola e mandou para o fundo das redes. Bahia 1×2 Defensa.

O Bahia perdeu a chance de empatar o jogo após Gilberto chutar o pênalti para fora da Arena Fonte Nova. Vale ressaltar em mais uma demora entre VAR e árbitro para confirmar o pênalti a favor do Bahia.

Foram tantas paradas na primeira etapa, que o árbitro deu 14 minutos de acréscimos.

SEGUNDA ETAPA

Aos 13′, Martínez cobrou falta com categoria e Anderson fez uma grande defesa.

Aos 22′, após rápido contra-ataque, Enzo Fernández aumentou para o Defensa no seu primeiro toque na bola. O homem do jogo, Brian Romero, que já tinha feito dois gols, puxou toda a marcação e tocou para Enzo apenas rolar para o fundo do gol. Bahia 1×3 Defensa.

O Bahia conseguiu diminuir o prejuízo, aos 32′, com Matheus Bahia. O lateral puxou contra-ataque e encontrou Gabriel Novaes. O atacante invadiu a área, driblou e devolve para Matheus Bahia, que chutou e fez um belo gol. Bahia 2×3 Defensa.

FICHA TÉCNICA

Bahia x Defensa y Justicia
Copa Sul-Americana – Quartas de final (1º jogo)

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador 
Data: 09/12/2020 (quarta-feira)
Horário: 19h15
Árbitro: Guillermo Guerrero (Equador) 
Auxiliares: Bryan Romero e Augusto Aragon (ambos do Equador)
Gols: Romero 2x (DEF), Enzo (DEF), Gilberto (BAH), Matheus Bahia (BAH)
Cartões amarelos: Braian Romero (DEF), Capixaba (BAH)

 
Bahia:

Douglas; Nino Paraíba, Anderson Martins, Juninho e Juninho Capixaba (Matheus Bahia); Edson (Elias), Ramon e Daniel (Rodriguinho); Rossi (Ramírez), Élber e Gilberto. Técnico: Mano Menezes.

Defensa y Justicia:

Unsain; Frías, Héctor Martínez, Paredes e Isnaldo (Gallardo); Acevedo, Larralde (Escalante), Rius e Pizzini; Walter Bou (Enzo Fernández) e Braian Romero (Merentiel). Técnico: Hernán Crespo. 

Facebook Comments
Translate »
error: Conteudo protegido!