Cruz das Almas: SESAB indica 2.871 casos confirmados de covid-19, Boletim da Prefeitura 3.269

A Prefeitura de Cruz das Almas, através da Secretaria Municipal de Saúde divulgou que neste sábado (30) foram confirmados 46 novos casos de Covid-19 e entre sexta (29) e sábado (30), 3 óbitos ocorridos entre os dias 11, 18 e 20 de janeiro que estavam sob investigação foram confirmados. De acordo com a prefeitura, 768 pessoas já foram vacinadas no município.

No Boletim Epidemiológico Nº 027 de 30 de janeiro de 2021 indica ainda que 139 casos estão ativos contradizendo o Boletim diario da SESAB que indica 192 casos ativos no município (+03%).

Outra contradição entre SESAB e Prefeitura de Cruz das Almas diz respeito ao numero total de casos confirmados, enquanto a SESAB indica 2.871 casos, a Prefeitura indica 3.269, são 398 casos a mais do que o indicado pela SESAB. O boletim indica ainda que 3.102 casos estão recuperados

Com o numero crescente de caso a Prefeitura de Cruz das Almas prorrogou o estado de calamidade pública no município. O decreto municipal, publicado na sexta-feira (22) no Diário Oficial do Município, solicitará a Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (ALBA), o reconhecimento de calamidade publica* devido ao avanço da Covid-19 até o dia 31 de dezembro de 2021.

De acordo com a publicação, a medida é necessária para estabilização da doença, mas o que a população informa é que até o momento nenhuma ação foi feita para se frear o aumento dos casos.

Acesse o painel diario do município de Cruz das Almas na SESAB [AQUI] va em casos confirmados por municipios.

* A Constituição permite que em casos de calamidade pública o governante tome os chamados empréstimos compulsórios, sobre os quais falamos em nossa trilha sobre tributos. Além disso, o governante pode passar a parcelar as dívidas, atrasar a execução de gastos obrigatórios e antecipar o recebimento de receitas. O estado ou município afetado também pode ficar dispensado de realizar licitação em obras e serviços enquanto durar a calamidade. Finalmente, a população atingida pode sacar parte do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Facebook Comments Box
Translate »
error: Conteudo protegido!