3 de copas do baralho do crime e companheira morrem após trocarem tiros com a polícia em São Roque do paraguaçu/ Maragogipe

Dois suspeitos morreram após trocarem tiros com a polícia na madrugada desta segunda-feira (22), por volta das 04h na localidade de São Roque do Paraguaçu, em Maragogipe no Recôncavo baiano.

De acordo com informações, a ação se deu após denuncia que o indivíduo identificado como Ednaldo dos Santos, o vulgo “Nay”, 3 de copas do Baralho de Crime da Secretaria de Segurança Publica da Bahia (SSP-BA), acusado de ser um dos líderes da facção Katiara no Recôncavo baiano, cuja área de atuação seria a cidade de Santo Amaro e Maragogipe, e suspeito de vários crimes entre tráfico de entorpecentes e homicídios, estaria no referido local em companhia de alguns indivíduos ostentando armas de fogo e traficando drogas.

Com o intuito de localizar e prender os suspeitos, prepostos das unidades da 27ª CIPM (PETO) e CIPE LITORAL NORTE, deslocaram até o local informado onde alguns elementos ao perceberem a aproximação dos policiais fugiram pelos fundos da residência. Foi feito o cerco da mesma e em seguida dada voz de prisão, quando os indivíduos que estavam no interior sairam correndo pelos fundos efetuando disparos contra os agentes que revidaram.

Ao cessarem os disparos foram avistados dois corpos caídos ao solo, sendo uma mulher que posteriormente foi identificada como Natali de Souza dos Santos, 21 anos (companheira de Nay), e logo a frente foi encontrado o corpo de Nay , ambos estavam feridos e foram socorridos para a UPA da cidade de Maragogipe, mas não resistiram. Duas armas sendo; uma espingarda calibre 12 e uma pistola Calibre 45 foram encontradas próximo aos corpos.

Uma grande quantidade de drogas foi encontrada no interior da residência. Sendo; 1,045 kg de maconha em um pacote grande, 82 trouxinhas  de maconha, um pacote contendo 360 gramas de cocaína, e 316 pinos vazios para armazenar cocaína

Vale salientar que a resistência do Ednaldo dos Santos (Nay) e de sua companheira é fruto de incansáveis esforços  realizados em diversas fases da operação que envolveu múltiplas forças de segurança do Estado da Bahia e da União, bem como:

27ª CIPM, 20 CIPM, CIPE – LN, COPM e CPE, COE – (polícia civil), 3ª COORPIN e POLÍCIA FEDERAL

Facebook Comments Box
Translate »
error: Conteudo protegido!