Auxiliar de Bolsonaro morre em decorrência da Covid-19; Planalto manteve sigilo

(ISTOÉ) – Um auxiliar do gabinete pessoal do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) morreu em decorrência da Covid-19 no início do mês, mas a informação foi mantida sob sigilo pelo Palácio do Planalto. A notícia da morte foi revelada pelo site O Antagonista e confirmada pelo jornal O Globo com fontes do gabinete pessoal de Bolsonaro.

A morte de Silvio Kammers, um dos ajudantes de ordem do presidente, é a primeira do entorno de Bolsonaro, mas a segunda do Palácio do Planalto. No ano passado, uma servidora da Secretaria de Governo também morreu por conta da Covid-19.

Em nota, a Secretaria-Geral da Presidência admitiu a morte do servidor do Planalto, mas não quis revelar o nome do funcionário. “Houve um óbito por Covid, mas não será divulgado o nome em respeito à privacidade do servidor e de sua família”, disse a pasta.

Facebook Comments Box
Translate »
error: Conteudo protegido!