Polícia apreende submetralhadora, pistolas e 154 kg de drogas achados enterrados

Cento e cinquenta quilos de maconha, cocaína e crack, uma submetralhadora, quatro pistolas e um revólver foram localizados enterrados, na segunda fase da ‘Operação Nero’. A ação conjunta das polícias Civil e Militar foi realizada, na manhã desta segunda-feira (22), em Eunápolis, no Extremo Sul baiano.

Dois traficantes flagrados com o material, no assentamento Santa Rita, situado no distrito de Teixeira do Progresso, zona rural da cidade de Mascote, acabaram presos em flagrante. Foram cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão.

Mais de 106 quilos de maconha prensada, 36,8 quilos de cocaína e 11 quilos de crack, uma submetralhadora, quatro pistolas calibre 9 milímetros, um revólver calibre 44, carregadores para pistola, 38 munições para as armas e três balanças estavam em tonéis desenterrados no quintal da casa ocupada pelos criminosos.

O delegado Moisés Damasceno, titular da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/ Eunápolis), enfatizou a captura dos dois irmãos, comparsas no tráfico no município. “Um deles era uma importante peça na cadeia de comando da organização criminosa atuante em Eunápolis e região”, frisou o coordenador da operação.

“Na primeira fase identificamos e alcançamos, com apoio também da polícia de São Paulo, integrantes do grupo criminoso responsável por incendiar um caminhão de coleta de lixo e três ônibus, entre os meses de outubro e novembro de 2020, em Eunápolis, para inibir a ação policial aterrorizar a população”, lembrou Damasceno. Ele informou ainda que “quatorze envolvidos nos crimes já foram localizados”.

De acordo com o major Anílton Silva de Almeida, comandante da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Mata Atlântica, o faro apurado dos cães policiais Luke e Zorro, ambos da raça pastor-belga-malinois, foi fundamental para a localização do material enterrado pelos criminosos para dificultar a atividade policial.

A dupla e o material foram encaminhados para a 23ª Coorpin, onde permanecem à disposição da Justiça.

Integraram a ação conjunta policiais da 23ª Coorpin com apoio da Cipe Mata Atlântica, 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM) e 7ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), ambas sediadas em Eunápolis.

Facebook Comments Box
Translate »
error: Conteudo protegido!