Família encerra velório na Bahia após pastor ter ‘visão’ de que criança estava viva

(CORREIO24HORAS) – O velório de uma menina de um ano e 10 meses foi encerrado às pressas na cidade de Itaetê, na Chapada Diamantina, após um pastor evangélico dizer que o bebê estava vivo. O corpo foi retirado do caixão e levado até um hospital, onde os médicos reexaminaram a garota e constataram a morte.

Na primeira ida ao hospital, na madrugada desta quinta-feira (25), os profissionais de saúde já constataram o óbito, informa o G1. A equipe médica tentou reanimar a garota por cerca de 30 minutos, e a morte foi confirmada pelo médico de plantão.

A família, então, levou a garota para o funeral. Porém, de madrugada, os parentes voltaram a procurar a unidade de saúde a família, informando que o pastor tinha tido uma revelação e que disse a eles que a criança estaria viva.

Os profissionais do posto informaram que a menina não tinha sinais vitais. Os familiares insistiram, levando o corpo para o hospital. Lá foi feita uma nova avaliação que confirmou a morte pela segunda vez.

A Polícia Civil informou que recebeu relatos dos familiares de que a criança teria se movido durante o velório. A ocorrência foi registrada na Delegacia Territorial de Itaberaba, mas será investigada na unidade de Itaetê, onde aconteceu a “revelação” do pastor.

Disse ainda que, como a causa da morte da garota não estava definida no laudo, expediu as guias para a perícia, que vai definir o motivo do óbito.

Facebook Comments Box
Translate »
error: Conteudo protegido!