Suspeitos de roubos a bancos são presos pela polícia, explosivos e fuzil foram apreendidos

Uma ação integrada das polícias Militar e Rodoviária Federal, na madrugada deste domingo (11), interceptou três suspeitos de ataques contra agências bancárias na Bahia. Com os criminosos foram apreendidos explosivos, fuzil, submetralhadora, pistolas, espingarda, revólver, coletes balísticos e farta munição.

O flagrante ocorreu, na BR-101, na cidade de Itabela. Equipes da PM (7a CIPM, através do seu Pelotão de Emprego Tático Operacional e da Cipe Mata Atlântica,Cipe Cacaueira e 8 BPM/ Porto Seguro) e da PRF aumentaram o patrulhamento ostensivo, após denúncia anônima sobre possível ataque naquela região. 

Um carro modelo Civic, com três ocupantes, foi avistado, esboçou fuga, mas acabou cercado. Dentro do veículo os policiais encontraram explosivos, espoletas e cordel, materias utilizados em explosões de bancos, um fuzil calibre 5,56, uma submetralhadora e três pistolas calibres 9mm e 380, um revólver calibre 38, uma espingarda calibre 12, cerca de 500 munições e cinco coletes balísticos. 

O trio (dois adultos e um adolescente) foi apresentado na Delegacia Territorial (DT) de Eunápolis.

Ataques seguidos na Bahia

Somente na última semana, a polícia registrou quatro ataques a agências bancárias em cinco dias no interior da Bahia. Em todas as ocorrências os criminosos utilizaram explosivos para arrombar os cofres e terminais de autoatendimento.

Na noite de segunda-feira (5), um grupo explodiu a agência do Banco do Brasil na cidade de Campo Alegre de Lourdes, no norte do estado, e fizeram moradores reféns durante a fuga. Os suspeitos atiraram e danificaram a rede de energia elétrica, o que causou um corte no fornecimento na cidade.

No dia seguinte, terça-feira (6), outro ataque aconteceu no norte da Bahia, na cidade de Abaré. Os criminosos chegaram a fazer alguns servidores municipais de reféns e atearam fogo em veículos para dificultar a ação da polícia. Foram destruídos alguns caixas de autoatendimento e levada uma quantia em dinheiro, que não foi divulgada.

Já na madrugada de quinta-feira (8), uma agência do banco Bradesco em Itiruçu, na região sudoeste, foi vítima de ataque com explosivos. O cofre da unidade foi estourado e, na fuga, os suspeitos dispararam contra a sede do destacamento da Polícia Militar. Ninguém ficou ferido.

Na madrugada de sábado (10), outra agência do Banco do Brasil foi destruída, desta vez em Sapeaçu, a cerca de 160 km de Salvador. O grupo utilizou o mesmo procedimento: utilizou explosivos e arrombou máquinas de autoatendimento para levar o dinheiro. Não há informações sobre a quantia levada, e ninguém ficou ferido.

Facebook Comments Box
Translate »
error: Conteudo protegido!